quarta-feira, 31 de maio de 2017

Juiz ameaça transferir para hospital de Currais Novos verba publicitária do Estado e bloqueia conta pessoal do governador

JUIZ MARCUS VINÍCIUS AMEAÇA TRANSFERIR PARA  HOSPITAL A VERBA PUBLICITÁRIA DO GOVERNO
Era só o que faltava: o juiz Marcus Vinícius Pereira Júnior, da Vara Cível de Currais Novos, ameaça transferir, para o Hospital de Currais Novos, recursos da verba publicitária do governo do Estado (R$ 373.333,33), caso o governador Robinson Faria não apresente até o dia 31 de maio, as escalas de plantão para atendimento dos oito leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) daquela unidade hospitalar.
O magistrado, que também bloqueou a conta pessoal do governador, determina ainda que o chefe do Executivo estadual comprove que o hospital está dotado de estrutura física e de equipamentos para atender às determinações do Tribunal de Justiça do RN, por meio da Apelação Cível n° 2014.018567-9.
CONTAS BLOQUEADAS
O titular da Vara Cível de Currais Novos  determinou o bloqueio imediato de R$ 500 mil das contas pessoais do governador do Estado. O montante ficará vinculado ao Fundo Estadual da Saúde e será aplicado diretamente em favor da saúde promovida no Hospital Regional de Currais Novos.
Marcus Vinícius Pereira Júnior ordenou ainda o bloqueio, nas contas do Estado do Rio Grande do Norte, de R$ 280 mil, sendo R$ 270 mil destinados para a compra de medicamentos e equipamentos para suprir as necessidades da unidade hospitalar pelos meses de junho, julho e agosto; os outros R$ 10 mil serão destinados para a formação de um fundo de caixa com o fim de atender às necessidades urgentes.
NÃO SATISFEITO EM BLOQUEAR AS CONTAS DOESTADO, MARCUS VINICIUS BLOQUEOU TAMBÉM CONTA PESSOAL DE ROBINSON FARIA (FOTO)
Para chegar a um entendimento sobre a questão, foi definida a realização de audiência de conciliação, a ser realizada no dia 1º de junho, às 10h30, devendo ser intimados o diretor geral do Hospital Regional de Currais Novos, o secretário estadual de Saúde, o procurador geral do Estado e o governador do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário