terça-feira, 7 de março de 2017

Presos furam parede de cela para jogar água em vereador preso

Por interino
Presos da Casa de Detenção de Vilhena (RO) fizeram um buraco na parede da cela para jogar água no vereador Carmozino Alves e nos ex-vereadores Jairo Peixoto e Marcos Cabeludo, que estão presos na unidade desde o ano passado por corrupção e extorsão na Câmara Municipal. O fato ocorreu no fim de semana e, conforme a direção do presídio, a ação estava sendo feita através de garrafas pets.

Ainda conforme a direção da Casa de Detenção, os detentos fizeram o buraco na parede com a intenção de apenas molhar o vereador Carmozino e os ex-vereadores Jairo e Cabeludo, mas não para fugir da unidade.
Em entrevista à Rede Amazônica, o diretor da unidade prisional, Edson Alves da Silva, disse que a ação foi logo percebida pelos agentes penitenciários. “Foi com uma garrafa pet que usaram. Eles encheram de água e aproveitaram a punção que dá, e espirraram”, explicou.
A direção da unidade prisional acredita que a atitude dos detentos foi uma brincadeira de mau gosto e que não foi uma retaliação aos vereadores. Eles estão presos em uma cela com outros sete homens. De acordo com informações da Rede Amazônica, o caso será apurado em um processo administrativo disciplinar.
“Os vereadores estão separados nessas celas porque a gente não pode misturar eles com o pessoal da cadeia normal, pois logo quando eles entraram foram hostilizados sim e houve xingamentos”, disse o diretor da unidade prisional.
Carmozino Alves, Jairo Peixoto e Marcos Cabeludo são acusados de participação num esquema de extorsão. De acordo com o Ministério Público de Rondônia (MP-RO), eles cobravam propina para aprovar a criação de loteamentos comerciais em Vilhena.
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário