quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Filho que atirou na mãe e fez filha e Avó reféns se entrega à PM

Após quatro horas de negociação, se entregou à polícia o vigilante de 36 anos que atirou na própria mãe e manteve a filha, uma adolescente de 13 anos, como refém dentro de uma casa no município de Monte Alegre, na Grande Natal (RN). Segundo a Polícia Militar, o homem tem envolvimento com drogas.
A mãe dele, que tem 55 anos, foi baleada no pescoço e encaminhada para o hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal. O estado de saúde dela é considerado gravíssimo.
A polícia informou que até o momento não se sabe o motivo de o homem ter atirado na mãe. A filha dele, que também foi mantida à força dentro da casa, não foi ferida.
Ainda de acordo com a PM, a avó do homem, uma idosa de quase 100 anos, também chegou a ser ameaçada, mas foi liberada. Em uma cadeira de rodas, ela foi levada para fora da casa pela bisneta, que depois voltou para o interior da residência.
“Faz algum tempo ele sofreu um acidente de moto. E de lá pra cá, ficou violento. Já havia agredido a esposa e coisas do tipo. Hoje, ele discutiu com a mãe e ninguém sabe o motivo dele ter atirado nela. Junte a esse histórico de violência o uso de drogas e você vai ter como resultado essa tragédia toda. O conheço desde criança. Foi meu aluno, assim como a mãe dele. É gente de bem, de família decente. Lamentável”
Disse um professor que pediu para não ser identificado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário