sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Reforma da Previdência será votada até outubro, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quinta-feira (3), que a reforma da Previdência deve ser votada na Câmara e no Senado até outubro. O ministro disse também que a previsão é que a reforma tributária seja votada logo em seguida, entre outubro e novembro.
Segundo ele, que falou logo após participar de evento do Banco Goldman Sachs, o resultado desta quarta-feira (2) na Câmara não deve interferir nas votações das reformas, reforçando que a “conscientização” dos congressistas vai viabilizar a questão.
“A sinalização de quarta não foi necessariamente negativa. Era o quorum demandado para aquela decisão”, disse.
Na votação de quarta, 263 deputados votaram pelo arquivamento do pedido de autorização para investigar o presidente da República, mas a reforma da Previdência exigiria 308 deputados.
Meirelles, no entanto, admitiu que a reforma tributária pode ser apresentada primeiro.
“Idealmente espera-se que a Previdência seja votada em primeiro lugar”, disse. “Mas estamos trabalhando duro na reforma tributária e ela vai ser apresentada ao Congresso proximamente. Se até lá a Previdência não tiver sido votada, a gente pode votar a tributária primeiro”.
O ministro também negou haver espaço para mais concessões na reforma da Previdência em relação ao último desenho apresentado.
Folhapress
LIQUIGÁS

Nenhum comentário:

Postar um comentário