terça-feira, 11 de julho de 2017

Briga de relator com correligionário quase acaba em agressão física

Depois de ler seu parecer pelo aceitamento da denúncia contra Temer, o deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) foi provocado por um colega de partido e em resposta disse que sua vontade era partir para as vias de fato com o correligionário. A briga aconteceu porque o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) tão logo Zveiter se levantou da mesa apertou sua mão e disse:
— Você foi um bom promotor — provocou, virando-se imediatamente de volta à mesa.
Irritado, Zveiter deu dois tapas nas costas de Perondi, e respondeu:
— Eu só não te dou um soco agora, porque você é um merda.
Zveiter é faixa preta de jiu-jitsu. Depois dessa troca de farpas, ainda na sala da CCJ, onde a sessão ocorria, Zveiter foi até o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) relatar que quase tinha saído no braço com o colega. O assunto ainda rendeu outra discussão acalorada com o deputado Mauro Pereira, outro peemedebista gaúcho, como Perondi.
Perguntado sobre o que tinha ocorrido na sala da CCJ, após o incidente, Zveiter confirmou e explicou por que não partiu para a agressão física com o colega:
— Disse a ele que não dispensaria a ele o tratamento dispensado aos moleques que o acompanham.
O Globo
SHOP LANCHES

Nenhum comentário:

Postar um comentário