terça-feira, 27 de junho de 2017

Para Planalto, nova denúncia contra Temer pode ser reforçada por perícia

Interlocutores do presidente Michel Temer avaliaram nesta terça-feira (27) que a conclusão à qual chegou a perícia da Polícia Federal na gravação de Joesley Batista é mais grave do que a primeira denúncia oferecida por Rodrigo Janot contra Temer (por corrupção passiva).
O motivo: integrantes do Planalto acreditam que a perícia será usada em uma eventual nova denúncia de Janot, por obstrução de Justiça.
Segundo assessores do presidente, essa é a principal preocupação de Temer no momento.
Os peritos da PF atestaram que não há edição nem adulteração no conteúdo divulgado, o que, segundo a polícia, é indício de que Temer deu aval para a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Nos bastidores, auxiliares de Temer admitem que a perícia conectou pontos do diálogo entre Joesley e Temer que antes estavam inaudíveis, principalmente o que trata de Eduardo Cunha.
Por Andréia Sadi
SHOP LANCHES

Nenhum comentário:

Postar um comentário