quarta-feira, 12 de outubro de 2016

“Orientais, idosos e mulheres ficam bêbados com maior facilidade”, alerta especialista

2j31tmx8cj_v4o56tt56_fileApesar de a ingestão de bebidas alcoólicas ser vista com naturalidade pela maioria das pessoas, é bom ficar atento se quiser ingeri-las. Primeiro, porque o consumo frequente pode resultar no vício, mas também porque cada pessoa tem uma forma diferente de reagir aos efeitos do álcool no corpo. A resistência ao álcool é relativa. Mas por que será?
Segundo a hepatologista Edna Strauss, o efeito do álcool no corpo é relativo e muda de acordo com quem o consome. As mulheres, por exemplo, são muito mais sensíveis ao álcool que os homens, uma vez que, normalmente, são mais baixas e têm mais gordura corporal.
— Tecidos de gordura não absorvem o álcool, desta forma, a substância fica mais concentrada no sangue. Isso faz com que as mulheres sintam o efeito da bebida mais rapidamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário