sábado, 7 de maio de 2016

'Despedida' de Dilma está sendo estudada e Lula não deve 'descer a rampa'

O formato da cerimônia de "saída" da presidente Dilma Rousseff, após a provável aprovação do impeachment pelo Senado na semana que vem, ainda está sendo definido. A esperada descida da rampa, que vem sendo defendida por aliados, deve acontecer na quinta ou sexta-feira, já que, após a aprovação do afastamento, Dilma tem o prazo de até 48 horas para deixar o Palácio do Planalto.
A participação do seu padrinho político e antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, também divide aliados. No entanto, pessoas próximas ao ex-presidente dizem que ele não vai comparecer ao ato de desagravo. O PT está mobilizando sua base social para prestar uma espécie de homenagem a Dilma e reforçar que ela está saindo "pela porta da frente, enfrentando o golpe".

2 comentários: